Fradão, Sandra

Tese (concluída)

FRADÃO, Sandra (2019). Inovar o ensino de inglês com tecnologias digitais: desafios emergentes das conceções e práticas relatadas por professores. Doutoramento em Educação na área de Tecnologias da Informação e Comunicação na Educação. Instituto de Educação. Universidade de Lisboa.

Resumo

A presente investigação surge dos desafios trazidos pelas TIC à educação e, em particular, ao ensino do inglês enquanto língua estrangeira. Acreditando que as tecnologias, devidamente integradas, apoiam os alunos na aquisição e no desenvolvimento de competências, e assumindo o professor como elemento fundamental em todo o processo, quisemos saber quais os conhecimentos e competências necessários para que as tecnologias sejam usadas numa perspetiva transformadora das práticas de ensino de acordo com a abordagem comunicativa no ensino das línguas.

Não pretendendo respostas apenas teóricas, propusemo-nos a auscultar os professores de inglês sobre as suas práticas e perceções relativamente ao uso pedagógico destas ferramentas, e assentámos a investigação num quadro conceptual em torno da temática da integração das TIC na educação, na escola e no ensino de línguas estrangeiras. Fazemos uma leitura crítica da teoria relativa às abordagens ao ensino e aprendizagem de línguas, incluindo as potencialidades das tecnologias nesse processo, e examinamos também a literatura relativa às competências docentes, nomeadamente ao nível da combinação das dimensões requeridas para se ensinar com tecnologias.

Metodologicamente, desenvolvemos um trabalho que assenta num paradigma interpretativo, de acordo com uma visão pragmática da investigação e recorrendo a uma abordagem mista. Além de procedermos à construção, aplicação e análise de um questionário sobre a utilização das tecnologias no ensino de inglês, incluímos também no trabalho empírico a análise de relatos escritos sobre estratégias de ensino e aprendizagem de inglês com tecnologias, e dos documentos que constituem os referenciais nesta área curricular. Triangulando os resultados alcançados com as diferentes fases do estudo e com o respetivo enquadramento teórico, procurámos perceber qual o lugar das tecnologias no ensino de inglês, para encontrarmos pistas que permitam rentabilizar o papel que as TIC podem ter na inovação dessas práticas.

Os resultados indicam-nos que os professores mostram predisposição para usar as tecnologias nas aulas para motivar os alunos e apoiar as suas aprendizagens. Contudo, essa intenção não se concretiza em práticas de ensino que permitam aos alunos usar as TIC para se envolverem de forma ativa em situações de comunicação. As tecnologias são maioritariamente usadas segundo métodos tradicionais de ensino, não havendo evidências de que o seu potencial pedagógico-didático esteja a ser posto em ação. Em suma, consideramos que há ainda um caminho a fazer para que das TIC tiremos as vantagens que os professores inquiridos lhes reconhecem.

Palavras-chave: Competências em TIC; Ensino de Inglês; Integração curricular das TIC; Línguas estrangeiras; Tecnologias digitais.

 

partilhar Com... Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email