Viana, Joana

Tese (concluída)

VIANA, Joana (2017). Currículo em contextos informais: contributos para a (re)conceptualização do conceito de currículo a partir de aprendizagens online. Doutoramento em Educação na área da Teoria e Desenvolvimento Curricular. Instituto de Educação. Universidade de Lisboa. Co-orientação de Helena Peralta.

Resumo

A tese que se apresenta teve como propósito estudar o currículo que permite enquadrar as aprendizagens realizadas por sujeitos adultos em contextos informais, nomeadamente quando usam tecnologias digitais e acedem à Internet para aprender.

Trata-se de problematizar o currículo, através da análise das aprendizagens que são conduzidas pelo próprio sujeito, assente na convicção de que conhecer as características dos contextos de aprendizagem não formais e estudar o modo como cada um organiza e estrutura, em termos curriculares, as aprendizagens que realiza nesses contextos poderá ser essencial e um precioso contributo para a análise crítica, do ponto de vista teórico e empírico, sobre o conceito de currículo e a sua reconceptualização no contexto atual.

Visando a compreensão da especificidade do objeto em estudo — currículo que enquadra as aprendizagens realizadas por cada sujeito adulto em contextos não formais online — e a sua contextualização e fundamentação teórico-metodológica, realizou-se uma análise global articulada das linhas que cruzam as várias teorias e modelos curriculares, nomeadamente as que contribuem para a construção de um referencial de estudo do currículo e dos seus elementos constituintes no contexto e circunstâncias em estudo.

A investigação desenvolvida, com uma abordagem de vertente qualitativa, situa-se
no paradigma interpretativo, complementada e fundamentada por dados quantitativos (design parcialmente misto). Para o seu desenvolvimento operacional foi estruturada em dois estudos, sobre: i) as representações acerca da natureza do currículo, dos seus elementos constituintes e da sua prática, captadas através de questionário (com 833 respondentes); e ii) a prática do currículo, observada a partir da documentação de episódios de aprendizagem online, sob a forma de vídeo, de relato e de reflexão crítica realizados pelos próprios aprendentes (7 participantes, que também foram entrevistados).

Foi, ainda, possível contar com a colaboração de seis informantes-chave, especialistas nas áreas de currículo, tecnologias educativas e psicologia da aprendizagem que contribuíram para a discussão e a interpretação dos resultados. A opção para analisar e tratar os dados recaiu no uso combinado de diferentes técnicas, destacando-se o recurso à análise de conteúdo em articulação com o tratamento estatístico dos dados. A concretização do trabalho permitiu sustentar, teórica e empiricamente, a ideia de que é possível e viável usar o conceito de currículo para enquadrar as aprendizagens realizadas por sujeitos adultos em contextos não formais online, entendido como currículo pessoal de aprendizagem — o aprendente é o (principal) decisor sobre as suas aprendizagens e as circunstâncias nas quais aprende, de acordo com os objetivos que norteiam o seu percurso pessoal de aprendizagem.

Publicações relacionadas com o desenvolvimento do PhD

Viana, J. (2014). Que (novas) formas de entender o currículo emergem da participação em contextos informais online?. In R. Z. Cerny, I. M. Pinto e U. A. Leitão. Anais do XI ESUD – Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância 2014. Disponível em: http://esud2014.nute.ufsc.br/anais-esud2014/files/pdf/127821.pdf

Viana, J. (2014). Currículo em Contextos Informais Online. In T. Estrela et al. Educação, Economia e Território – O papel da educação no desenvolvimento. Atas do XXI Colóquio da Secção Portuguesa da AFIRSE. Lisboa: EDUCA/Secção Portuguesa da AFIRSE, 1169-1179.

Viana, J. (2014). Currículo em contextos informais online: contributos para a sua caracterização. In IE-ULisboa. Livro de Resumos do V Fórum Jovens Investigadores. Lisboa: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa.

Viana, J. (2013). Currículo em Contextos Informais Online. In B. Silva et al. Atas do XII Congresso Internacional Galego-Português de Psicopedagogia. Braga: Universidade do Minho, 6667- 6680.

Viana, J. (2013). Aprendizagem Informal Online. In J. A. Palhares e A. J. Afonso (Orgs.). O não-formal e o informal em educação: Centralidades e periferias. Atas do I colóquio internacional de ciências Sociais da Educação / III Encontro de Sociologia da Educação (3 vol.). Braga: Centro de Investigação em Educação / Universidade do Minho.

Viana, J. (2013). Currículo em contextos informais online: contributos para a sua caracterização. In IE-ULisboa. Livro de Resumos do IV Fórum Jovens Investigadores. Lisboa: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa.

Viana, J. (2012). Os Jovens e a Web 2.0: uma conexão ou um mito?. In J. F. Matos et al (orgs.). Atas do II Encontro Internacional TIC e Educação. Lisboa: IE-UL, 2400-2409.

Viana, J., Silva, P. Coelho, C. & Fernandes, C. (2012). Sobre os usos do computador Magalhães pelos alunos. In J. F. Matos et al (orgs.). Atas do II Encontro Internacional TIC e Educação. Lisboa: IE-UL, 930-944.

Viana, J. (2009). O papel dos ambientes on-line no desenvolvimento da aprendizagem informal [Dissertação de Mestrado]. Lisboa: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Lisboa.

partilhar Com... Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+