Nidia Oliveira

Breve descrição de mim: Tenho 19 anos. Sou natural de Cabo-Verde. Ciências da Educação foi a minha 2º Escolha (a 1º foi Educação Básica). Linha de Sintra
Quantas horas gasto por dia, em média, a utilizar tecnologias digitais?: passo imenso tempo, existe sempre algo novo para ver e partilhar
Que relação tenho com as tecnologias digitais?:

É uma relação íntima, tudo começou aos 13 anos quando criei a minha primeira rede social. Não sou viciada nem nada do género mas acabo por passar imenso tempo, tanto no youtube como em outros sites. E de qualquer modo as tecnologias digitais aproximam quem está longe e afasta quem está perto.

Em que programas me considero bastante competente?: Sei mexer com o básico microsoft power point, office word, photoscape
Com base nos conhecimentos e experiência de utilização das tecnologias digitais, como acho que poderia / deveria ser a escola no futuro?:

Eu acho que esta geração que vem é muito mais agarrada as tecnologias e a utilizam apenas para redes sociais e por aí adiante, nada de forma muito didático e se for é por exigência da escola, pedidos de trabalhos e assim. As tecnologias digitais são necessárias, é sempre uma fonte de informação inesgotável e para aguçar a curiosidade do aluno, é necessário que dentro da sala de aula seja abordado de forma dinâmica temáticas que este queira pesquisar por iniciativa própria. Porque para mim pôr alunos numa sala a trabalhar em x-conteúdos acaba por aborrece-los e arranjam sempre uma maneira de fazer o que 'não' é suposto. Acho também que tecnologias quebram muito a interação entre os seres humanos. Talvez no futuro as aulas sejam dadas online (haha)

Que objetivos pessoais tenho para a disciplina?:

Sinceramente não sei, mas pelo que percebi da primeira aula (aula de apresentação) as temáticas que irão ser abordadas são interessantes. São comportamentos observáveis, experiências, reflexões, críticas e pontos de vistas a serem discutidas e gosto sempre de ouvir a 'opinião/comentário' dos outros.

Os objetivos são aprender e gostar de aprender o que será dado e realizar os trabalhos e que tudo corra bem.

Em concreto, o que estou disposto(a) a fazer para atingir esses objectivos?:

Esforço e um pouco de dedicação

Imaginando que as nossas aulas se poderiam organizar com base num jogo... Que tipo de jogo poderia ser?: Puzzle
Qual papel assumiria eu nesse jogo?:

Tentar juntar as peças e perceber a finalidade do contributo desta unidade curricular para as ciências da educação

Message board

Activity

    • Nidia Oliveira
      Nidia Oliveira joined the group Tecnologias Educativas II (14/15)
      • Nidia Oliveira
        Nunca vi isso em nenhum café ! É verdade que com as tecnologias esquece-se um pouco o convívio mas, verdade seja dita é a mesma que marca muitos convívios. Existe pessoal que é muito tímido ou muito...
        • Nidia Oliveira
          Nidia Oliveira commented on the blog O que são analfabetos digitais?
          Sabes Raquel acho que no fundo os idosos para além de não compreenderem as tecnologias, eles também não querem acompanhar a evolução da mesma. E quanto menos contacto tiveram no passado com as poucas...
          • Nidia Oliveira
            Nidia Oliveira published a blog post Aprender com as tecnologias
            https://www.dropbox.com/s/ynrsldntr6u3y6p/Bolo%20de%20Iogurte.wmv apartir de um tutorial é possivel que consigam fazer um bolo com base nas informações recebidas, com a receita dada e o modo de fazer. E pronto, é isso...
            • Nidia Oliveira
              Nidia Oliveira published a blog post Ensino Programado
              Segundo Skinner, que criou o " ENSINO PROGRAMADO", as pessoas aprendem mais facilmente quando o conteúdo é apresentado em "unidades discretas", isto é, pequenos módulos e quando recebem um feedback imediato, indicando se...
              • Nidia Oliveira
                Nidia Oliveira published a blog post O que são analfabetos digitais?
                O analfabetismo digital é o nível de ignorância das novas tecnologias que impedem as pessoas de acessar as oportunidades de interagir com estes, ou seja, em primeiro lugar navegar na Web, desfrutar de multimídia, a...
                  • Raquel Fonseca
                    Raquel Fonseca

                     Desconhecia esse termo, mas faz todo o sentido! É por isso que muitos idosos não têm cartão de multibanco.

                    • Nidia Oliveira
                      Nidia Oliveira

                      Sabes Raquel acho que no fundo os idosos para além de não compreenderem as tecnologias, eles também não querem acompanhar a evolução da mesma. E quanto menos contacto tiveram no passado com as poucas tecnologias mais resistentes se mostram em querer conhecer as novas. O maior exemplo é a minha mãe que ,embora se sinta jovem, ela nunca precisou/teve de um telemóvel nos seus tempos de juventude (também porque cabo verde não oferece condições a todos de igual forma, mas continuando). Ela hoje tem um mas não quer saber minimamente dele, não se lembra de o pôr a carregar se não for eu avisar, acha aquilo inúil e para ela o telemóvel serve unicamente para receber telefonemas. Nem preciso de dizer que o computador para ela é "qualquer coisa complicada".

                      Mas em outro exemplo tenho uma senhora de Sintra que é idosa e ela mexe em TUDO, seja telemóveis, tablets, televisões, aquilo é super básico para ela. Por isso cheguei a conclusão que quem oferece mais resistência em conhecer as tecnologias do quotidiano são os que tiveram menos contacto no passado por 'x' motivos.

                       

                    • Nidia Oliveira
                      Nidia Oliveira published a blog post Conversor Analógico Digital
                      Um conversor analógico-digital (ADC) é um aparelho para a conversão de valores digitais em um fenômeno que varia no tempo. Quando os valores numéricos podem ser armazenados em formato binário (isto é,...

                    Blogs

                    More blog posts

                    Friends

                    Files

                    More files