Background

Apesar de todo o trabalho desenvolvido ao longo das últimas décadas visando a difusão e utilização do potencial das tecnologias digitais de informação e comunicação nas instituições escolares, a realidade é que continuamos ainda muito afastados do que poderíamos designar de uma utilização regular e natural, nomeadamente para objetivos de aprendizagem, ao contrário, aliás, do que acontece na maior parte dos restantes setores da vida em sociedade.

Não sendo uma constatação verificada apenas na realidade portuguesa, não deixa de constituir um problema a merecer atenção, nomeadamente se pensarmos nos investimentos realizados nos últimos anos no nosso país, quer em termos de apetrechamento tecnológico das escolas, quer em termos da formação de professores e educadores realizada com esse objetivo específico, para referirmos apenas duas das múltiplas dimensões segundo as quais o problema deve ser equacionado e estudado.