Objectivos

O projeto escol@digit@l insere-se numa linha de investigação que tem como propósito geral compreender como poderemos ajudar a promover a utilização das tecnologias digitais no quotidiano das nossas escolas.

Parte-se da ideia nuclear de que as tecnologias digitais incorporam um elevado potencial transformador das práticas atuais, desde que estejam reunidas determinadas condições, nomeadamente a oportunidade para experimentar e a vontade deliberada para, com base nisso, descobrir o que pode ser feito com recurso às tecnologias, refletir sobre os eventuais benefícios para a aprendizagem, elaborar planos de ação criteriosamente definidos em função dos objetivos curriculares perseguidos e das necessidades identificadas. Decidir, enfim, fazer as mudanças necessárias relativamente aos modos como tradicionalmente se organiza, concretiza e avalia o processo de ensino e de aprendizagem (Costa, Cruz, Fradão & Rodriguez, 2012).

Trata-se de uma linha de investigação que tem como base uma visão e uma estratégia de transformação da escola centradas nos professores, ou seja, os professores entendidos como principais agentes de mudança, à semelhança do que já havia sido experimentado e documentado, com sucesso, noutros contextos e de que as Apple Classrooms Of the Future (Dwyer, 1996) são talvez o exemplo mais significativo.

O professor como agente transformador será, em síntese, a pedra de toque em ordem à transformação da escola tradicional, ou seja, uma escola com maior sintonia com a sociedade em que vivemos e com a cultura que as tecnologias digitais vieram proporcionar em todas as áreas da ação humana.