UB


Aproveitando a oportunidade para participar no “tribunal” do doutoramento da Cristina Galván, com uma tese sobre portefólios digitais no ensino superior (El desarrolho del conocimiento metacognitivo en los portafolios digitales de Educación Superior), tive oportunidade de fazer uma conferência convidada sobre o que andamos a fazer, nomeadamente no âmbito dos projetos TACCLE2 e LIDIA, na elaboração de atividades com tecnologias. Título da “charla”: Propostas pedagógicas para ensinar e aprender com tecnologias digitais.

Formação de Professores

Mesmo que não tenham podido estar presentes, há um livrinho que contém o essencial do que foi dito pelos conferencistas😀. Basta procurar nas mais recentes edições da ffms sobre o tema. 

Em síntese, tivemos oportunidade de ouvir uma italiana apressada, um espanhol speedado e um professor português com 43 anos de experiência no secundário que afirma que há dois tipos de ciência: a ciência mesmo ciência e as ciências da educação. E que esta é uma profissão de vocação, que está nos genes, enfim, tive mesmo de sair…

O futuro é o (giz) vídeo

Um apontamento da conferência PANOPTO 2015 sobre o futuro do vídeo na aprendizagem na universidade. Sessão muito concorrida, com representantes de diversos países europeus. A PANOPTO é uma plataforma que nasceu na universidade (Carnegie Mellon) para resolver problemas da própria universidade, em tempo de tecnologias poderosas. Como o poder que tem (poderá ter) o vídeo quando na mão de professores, mas também e, talvez, sobretudo, na mão dos estudantes. O vídeo é hoje, afinal, uma tecnologia nativa para os mais novos…

Mais informação sobre o potencial pedagógico do que se está a falar, pode ser visto em muitos exemplos e casos apresentados no site da empresa.

Desenho de mooc

Acaba de ser publicada a obra em que tivemos oportunidade de publicar um texto sobre o desenho de cursos MOOC.

Costa, F., Moura Santos, A., Silva, A. & Viana, J. (2015). Guiões para desenho de cursos mooc. In MEC. Experiências de Inovação Didática no Ensino Superior. Lisboa: MEC. 327-342. novo

Resumo: Desde o seu aparecimento, há cerca de uma dezena de anos, os Massive Open Online Course (MOOC) têm vindo a gerar um interesse considerável no ensino superior a nível mundial, tornando-se fundamental refletir, tanto do ponto de vista pedagógico, como do ponto de vista tecnológico e mesmo dos conteúdos abordados, sobre os procedimentos envolvidos na sua conceção e desenvolvimento. É nesse âmbito que se apresenta o presente trabalho, parte integrante de um projeto de levantamento de boas práticas e de linhas de ação para o desenho, planeamento e produção de MOOC no contexto do ensino superior em Portugal na área de Science, Technology, Engineering, Mathematics (STEM). O principal objetivo é sistematizar princípios orientadores do desenho e da produção de MOOC, com base na reflexão e no trabalho prático que tivemos oportunidade de fazer visando a criação de modelos de guiões para este tipo de cursos, incluindo a elaboração de orientações para a produção de cada uma das suas partes constituintes.

Fuga de cérebros

Uma obra de grande atualidade, num momento crítico de grande significado para todos os que se opuseram à política deprimente de um governo agora obrigado a baixar a bola… imprescindível, coordenada por colega de longa data, Rui Gomes. 

 

RED no futuro?

educereA Heliana irá estar presente no XII Congresso Nacional de Educação, no Paraná, Brasil, com uma comunicação que decorreu do pós-doutoramento que fez connosco, com o título “RECURSOS EDUCATIVOS DIGITAIS NO FUTURO: PERSPECTIVAS DE PROFESSORES, EDUCADORES E ESPECIALISTAS”.  O trabalho foi aceite como Comunicação pela Comissão Científica para apresentação e publicação nos anais do XII EDUCERE, III SIRSSE, V SIPD – Cátedra UNESCO e IX ENAEH, com a temática “2. Comunicação e Tecnologia” , que será realizado de 26 a 29 de outubro de 2015, na Pontifícia Universidade Católica do Paraná/PUCPR – Campus Curitiba – Brasil