Workshop LIDIA na APCEP

EDUCAÇÃO PERMANENTE EM TEMPO DE MUDANÇA: SABER PARA TRANSFORMAR. ENCONTRO NACIONAL DA APCEP – ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA PARA A CULTURA E EDUCAÇÃO PERMANENTE.

No âmbito deste encontro, a equipa do projeto LIDIA terá oportunidade de realizar um Workshop que terá lugar no dia 30, entre as 14h30 e as 16h30, sobre Literacia e Cidadania Digital de Adultos.

Resumo:

Numa sociedade fortemente tecnológica, ganha hoje particular acuidade a questão da integração digital da população adulta, daqueles que há muito saíram da escola e, principalmente, dos que nunca por lá passaram. Alguns dados disponíveis parecem mostrar, aliás, que estamos perante uma situação a merecer especial atenção, nomeadamente no caso dos adultos que, por não terem acesso ou não saberem usar a Internet, se encontram afastados do exercício pleno da cidadania num Portugal livre e democrático.

É nesta linha que este workshop deve ser entendido, procurando dar a conhecer e partilhar o conjunto de recursos que uma equipa do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa recentemente teve oportunidade de desenvolver no âmbito do Projeto LIDIA – Literacia Digital de Adultos (lidia.ie.ulisboa.pt), um projeto financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (Rede TIC e Sociedade). Para a construção desses materiais e partindo do princípio que o domínio de competências digitais pode contribuir para diminuir o fosso digital daqueles grupos, a linha de orientação seguida foi a de pensar que isso trará vantagens relacionadas com uma vida independente e saudável, podendo levar à participação dos adultos em outras atividades de aprendizagem e outros empregos, mas sobretudo incrementando a sua autonomia e sua auto-estima e, desse modo, melhorando a sua qualidade de vida.

Para além de uma breve apresentação e reflexão sobre a problemática da inclusão digital de adultos no nosso país, é feito o convite aos participantes para exploração guiada dos materiais produzidos e, com base no modelo utilizado, iniciarem o processo de criação de novas atividades de inclusão digital adequadas às necessidades dos adultos com quem trabalham.

Duração prevista: 2 horas (14:30-16:30H)
Equipa dinamizadora: Joana Viana, Carolina Pereira, Catarina Gonçalves e Elisabete Cruz, Fernando Albuquerque Costa – Instituto de Educação, Universidade de Lisboa.
Equipamento: Não sendo condição, será útil que os participantes possam ter consigo os seus dispositivos móveis (smartphones, tablets, portáteis).

Colóquios da Neve

O Centro de Formação da Associação de Escolas da Beira Interior (CFAEBI), em parceria com a Universidade da Beira Interior e a Câmara Municipal da Covilhã promove os Ios Colóquios da Neve na Covilhã, nos dias 29 e 30 de abril de 2016. Vão decorrer no Edifício da Faculdade de Engenharia da Universidade da Beira Interior – Covilhã.

COLÓQUIOS da NEVE – 1º Edição

Uma sala de aula em todo o lado
O Educador no Séc. XXI – ferramentas tecnológicas essenciais
Autonomia do professor e sucesso escolar

  • Como ensinar e aprender no Século XXI?
  • Onde estamos no domínio das TIC?
  • Que caminhos para o sucesso escolar?

Lá estaremos participando num dos painéis, com uma palestra com o título seguinte:

Reflexões sobre o papel do professor e da escola numa sociedade tecnologicamente mais evoluída.

Qualquer que seja o cenário mais ou menos tecnológico que consigamos antecipar, a escola do futuro não deixará de continuar a exigir a ação concertada de um conjunto de áreas determinantes que vão desde a definição do currículo à preparação dos agentes educativos, passando pela ação da liderança das escolas ou da investigação sobre os processos de ensinar e aprender.

Contrariando a ideia inicial de que as tecnologias digitais iriam mais tarde ou mais cedo assumir o controle do processo de ensino, parece ser já hoje cada vez mais evidente a importância da escola, e do professor em particular, na exploração e mediação das aprendizagens a que as tecnologias de informação e comunicação digitais vêm expor os jovens desde as mais tenras idades.

A palestra, integrada no painel “A Educação do futuro: As tecnologias e seu contributo para uma educação sustentada”, pretende ser sobretudo uma achega para a reflexão sobre estas questões, destacando em particular a importância decisiva do papel do professor numa escola e numa sociedade tecnologicamente mais avançadas e cujas implicações importa equacionar.

à volta de PLE

Explorando o conceito de ambiente pessoal de aprendizagem no contexto do ensino superior: estratégias de trabalho e resultados, dia 20 de abril, entre as 15h00 e as 18h00, na Sala do Senado, Edifício Central da Reitoria, UA.

A sessão dinamizada por Fernando Albuquerque Costa, do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, insere-se nas ações a realizar no âmbito do Projeto FICA, que está a ser desenvolvido na Universidade de Aveiro e que tem como objetivo geral contribuir para a melhoria do sucesso académico e a diminuição do abandono escolar.

Pretendemos nesta sessão promover um espaço de discussão e debate à volta do conceito de ambiente pessoal de aprendizagem, e como este poderá ser explorado em contexto do ensino superior.

A sessão é aberta a todos os docentes, diretores de curso e outros membros da comunidade interessados em contribuir para a melhoria da qualidade da formação na UA

EPALE ainda

Participação na mesa redonda organizada no âmbito da iniciativa Aprendizagem ao Longo da Vida- Sessão de Reconhecimento ao Saber feito em Portugal em palcos europeus. Oportunidade para apresentar a plataforma EPALE a quem trabalha na área da formação e aprendizagem ao longo da vida. Com gente importante dos programas de financiamento em Portugal e não só:

  • Domingos Lopes, Presidente da Comissão Diretiva do POISE
  • Susana Oliveira, Vice-Pres. da EAEA – European Association for Adult Education
  • Luis Costa, Diretor Executivo da ANESPO
  • Fernando Albuquerque Costa, IE da ULisboa
  • Carlos Fonseca, Técnico do IEFP
  • Félix Esménio, Vogal da Comissão Diretiva do POCH
    Moderadora: Ana Cláudia Valente, CEPCEP, UCP

Organização da APG
Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian
15 de abril 2016