Go forward!

Stepping Up to Technology in Adult Education towards Awareness, Assessment and Access.

Programme: Erasmus+
Key action: Cooperation for innovation and the exchange of good practices
Action: Strategic Partnerships
Strategic Partnerships for adult education

The AAA-StepUp2-ICT project’s target group are adult educators who are key to improving the quality of the adult education and who have a direct impact on the end users (adult learners). The AAA-StepUp2-ICT project focuses on building the ICT capacity of adult educators in their specific occupational context.

Partners in this project are from Italy, Lithuania, Portugal, Spain and Belgium.

O dia da Joana


Desenho de um modelo de formação a distância para magistrados. Doutoramento em TIC em Educação. IE ULisboa. Parabéns!

30 anos de AFIRSE em Portugal!!

O XXV Colóquio da AFIRSE Portugal já tem data (1, 2 e 3 de fevereiro de 2018) e título! Será a oportunidade de olhar para o futuro à luz do trabalho de investigação que foi desenvolvido em Portugal no campo da Educação desde que a Secção Portuguesa da AIPELF (depois AFIRSE) iniciou o seu trabalho no nosso país. Pelas mãos de Albano Estrela e Maria Teresa Estrela. Convidamo-lo, pois, a participar no XXV Colóquio da AFIRSE Portugal. Não apenas para nos trazer o contributo do seu trabalho de investigador e de educador, mas também para se juntar a nós neste evento com uma especial importância simbólica.

Conferência plenária

IV ENCONTRO INTERNACIONAL DA CASA DAS CIÊNCIAS
O Currículo e o potencial pedagógico das Tecnologias Digitais

Resumo:
Nunca como hoje foi tão pertinente colocar no centro da discussão a relação entre Currículo e Tecnologias. Questionar o que significa essa relação para a comunidade educativa em geral e, em particular, para os professores e educadores, que têm a responsabilidade de decidir o que em cada momento é feito em contexto de aula, é o que no âmbito desta sessão se propõe para reflexão. Se, do ponto de vista curricular, não mais faz sentido a adoção de modelos de organização e de construção do currículo centrados nos conteúdos e na sua transmissão pelo professor, pelo manual escolar ou mesmo por recursos tecnologicamente mais evoluídos, o desafio será precisamente o de conseguir tirar partido do potencial das novas tecnologias para criar oportunidades de aprendizagem mais sugestivas, desafiadoras e consonantes com paradigmas humanistas, em que se privilegia a ação de cada um, a interação com os outros, a criação colaborativa, mas também o acesso direto às fontes, a materiais autênticos, a especialistas, enfim, ao conhecimento na sua forma mais genuína.

Mesa Redonda Prácticum 

Resumo:
Esta participação na segunda mesa redonda do encontro, teve como objetivo apresentar e refletir sobre os principais eixos estruturantes do modelo instituído na licenciatura em Educação e Formação do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa como estratégia de preparação dos futuros licenciados em educação e formação, enquanto especialistas preparados para intervir, de forma multifacetada e competente, em diferentes contextos educativos e formativos. Constituído por seis seminários semestrais, com um total de 47,5 ECTS, é um modelo em que os estudantes têm a oportunidade de vivenciar e experienciar, de forma progressiva e ao longo do plano de estudos, as diferentes valências de uma preparação que integra, em simultâneo, a aplicação dos conhecimentos teóricos adquiridos no curso e o conhecimento direto de atores e contextos de intervenção.

A propósito, aqui fica uma apresentação muito recente e muito clara sobre a Licenciatura em Educação e Formação oferecida pelo Instituto de Educação da Lisboa.

Novos diplomados em CE 

Parabéns aos 7 novos diplomados em Ciências da Educação, formadores de toda a Europa que ajudámos através da formação em e-portefólio desenvolvida no âmbito do ETUI. São eles, Natalja Grajzeva da Letónia, a Sikke Leinikki da Finlândia, o Dariusz Goc da Polónia, o Josep Maria de Espanha, a Antonia Maraffa da Itália, o Christian Angèle da França e o Olivier Starquit da Bélgica. 

Diplomados recentemente pela Universidade de Lille, França, com base na avaliação dos portefólios desenvolvidos tendo como base a orientação trabalhada nos workshops que eu e a Carolina dinamizámos.

Parabéns a todos, incluindo a Gabriela e o Ulisses.

Aprender Digital

Arranque do Seminário de partilha de práticas. Do trabalho desenvolvido ao longo do ano. Na Seomara Costa Primo, Amadora, com a presença da Senhora Presidente da Cânara Municipal da Amadora e o Diretor do Agrupamento Amadora Oeste. As tecnologias nas mãos dos meninos…

Conferência na Casa das Ciências

Nos próximos dias 10, 11 e 12 de julho de 2017, a Casa das Ciências vai realizar o IV ENCONTRO INTERNACIONAL DA CASA DAS CIÊNCIAS. Um encontro que irá reunir na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa professores interessados no ensino das Ciências, incluindo a Matemática e as Tecnologias da Informação no ensino básico e secundário. Lá estaremos, a convite da organização, para fazer uma conferência plenária especialmente destinada, não a qualquer área das Ciências, mas às próprias Tecnologias de Informação. Ou seja, para professores que, nas escolas, mais diretamente estão ligados ao ensino das Tecnologias da Informação. A minha palestra terá como título “O Currículo e o potencial pedagógico das Tecnologias Digitais“, constituindo, pois, um contributo para que em conjunto possamos refletir sobre como é que as tecnologias podem contribuir para se atingirem os objetivos do currículo nacional, independentemente da área científica que consideremos. A conferência será moderada pelo colega Luís Valente, da Universidade do Minho, também ele um entusiasta desta coisas do ensinar e aprender com tecnologias.