Para que não passe à margem…

… para que não seja esquecida a horrenda atrocidade a que estão submetidas milhares e milhares e milhares de mulheres na República Democrática do Congo.  Prémio Calouste Gulbenkian, este ano atribuído a Denis Mukwege, médico congolês que tem dedicado a sua vida a assistir mulheres vítimas de violação na República Democrática do Congo.

partilhar Com... Share on LinkedIn
Linkedin
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email