Conferência plenária

IV ENCONTRO INTERNACIONAL DA CASA DAS CIÊNCIAS
O Currículo e o potencial pedagógico das Tecnologias Digitais

Resumo:
Nunca como hoje foi tão pertinente colocar no centro da discussão a relação entre Currículo e Tecnologias. Questionar o que significa essa relação para a comunidade educativa em geral e, em particular, para os professores e educadores, que têm a responsabilidade de decidir o que em cada momento é feito em contexto de aula, é o que no âmbito desta sessão se propõe para reflexão. Se, do ponto de vista curricular, não mais faz sentido a adoção de modelos de organização e de construção do currículo centrados nos conteúdos e na sua transmissão pelo professor, pelo manual escolar ou mesmo por recursos tecnologicamente mais evoluídos, o desafio será precisamente o de conseguir tirar partido do potencial das novas tecnologias para criar oportunidades de aprendizagem mais sugestivas, desafiadoras e consonantes com paradigmas humanistas, em que se privilegia a ação de cada um, a interação com os outros, a criação colaborativa, mas também o acesso direto às fontes, a materiais autênticos, a especialistas, enfim, ao conhecimento na sua forma mais genuína.

Conferência na Casa das Ciências

Nos próximos dias 10, 11 e 12 de julho de 2017, a Casa das Ciências vai realizar o IV ENCONTRO INTERNACIONAL DA CASA DAS CIÊNCIAS. Um encontro que irá reunir na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa professores interessados no ensino das Ciências, incluindo a Matemática e as Tecnologias da Informação no ensino básico e secundário. Lá estaremos, a convite da organização, para fazer uma conferência plenária especialmente destinada, não a qualquer área das Ciências, mas às próprias Tecnologias de Informação. Ou seja, para professores que, nas escolas, mais diretamente estão ligados ao ensino das Tecnologias da Informação. A minha palestra terá como título “O Currículo e o potencial pedagógico das Tecnologias Digitais“, constituindo, pois, um contributo para que em conjunto possamos refletir sobre como é que as tecnologias podem contribuir para se atingirem os objetivos do currículo nacional, independentemente da área científica que consideremos. A conferência será moderada pelo colega Luís Valente, da Universidade do Minho, também ele um entusiasta desta coisas do ensinar e aprender com tecnologias.

Estaremos lá!

Assegurando uma plenária, transversal, sobre tecnologias de informação e comunicação:

O Currículo e o potencial pedagógico das Tecnologias Digitais

Nunca como hoje foi tão pertinente colocar no centro da discussão a relação entre Currículo e Tecnologias. Questionar o que significa essa relação para a comunidade educativa em geral e, em particular, para os professores e educadores, que têm a responsabilidade de decidir o que em cada momento é feito em contexto de aula, é o que no âmbito desta sessão se propõe para reflexão. Se, do ponto de vista curricular, não mais faz sentido a adoção de modelos de organização e de construção do currículo centrados nos conteúdos e na sua transmissão pelo professor, pelo manual escolar ou mesmo por recursos tecnologicamente mais evoluídos, o desafio será precisamente o de conseguir tirar partido do potencial das novas tecnologias para criar oportunidades de aprendizagem mais sugestivas, desafiadoras e consonantes com paradigmas humanistas, em que se privilegia a ação de cada um, a interação com os outros, a criação colaborativa, mas também o acesso direto às fontes, a materiais autênticos, a especialistas, enfim, ao conhecimento na sua forma mais genuína.